Canelite em corredores

canelite

Canelite em corredores

Se você chutou que canelite é uma inflamação na canela, acertou. Mais precisamente, na tíbia, o osso da canela, ou nos músculos e tendões que ficam dentro desse osso. Essa é uma condição muito frequente em corredores, que sentem uma dor forte ao praticarem o exercício. Mas ela pode acometer qualquer atleta de alto impacto de esportes como futebol, tênis, ciclismo e ginástica olímpica.

A associação da canelite com a corrida se deve ao fato de que ela é causada principalmente pelo impacto intenso repetitivo na região da canela, o que ocorre com corredores. Mas existem outras causas possíveis para a canelite, o que faz com que ela possa ser desenvolvida até por quem não pratica esportes. Essas causas são:

  • o uso de calçados inadequados;
  • abuso de exercícios de fortalecimento das pernas;
  • prática de exercícios em solos irregulares;
  • pisada errada (veja meu post sobre os tipos de pisada aqui);
  • fatores genéticos;
  • falta de alongamento.

Interrompa imediatamente a prática de atividades físicas se sentir dores na canela e procure um médico ortopedista especialista em pé e tornozelo para um diagnóstico.

Tratamentos

O tratamento da canelite é simples, mas exige disciplina do paciente e atenção aos sintomas. Não volte a treinar antes do tempo indicado pelo médico mesmo que a dor tenha diminuído.

O repouso e aplicação de gelo no local são as providências iniciais do tratamento. O médico também pode receitar anti-inflamatórios e analgésicos e encaminhar o paciente a um profissional fisioterapeuta. A função da fisioterapia é garantir um tratamento mais eficaz e duradouro, através da indicação de exercícios de fortalecimento e alongamento, além de correção do movimento. O fisioterapeuta ainda pode, em conjunto com o ortopedista, orientar sobre o uso do calçado correto e sobre o retorno às atividades físicas no tempo adequado.

Aliás, esse tempo pode variar muito, a depender do caso. Pode ser que após algumas semanas o paciente já esteja apto a voltar à prática, ou precise esperar meses. Insistir em fazer exercícios mesmo depois de notar os sintomas é um dos motivos para que o tratamento demore mais, logo, se você não quer ter que interromper sua prática por muito tempo por causa de uma canelite, o melhor é sempre ir ao ortopedista especialista em pé e tornozelo o quando antes.

Outra boa dica é se prevenir: peça ajuda ao profissional que te orienta na atividade física e faça alongamentos antes de iniciar, para preparar o músculo. Fique atento também ao tipo de tênis e de superfície em que você pratica seu exercício.

A canelite é um dos muitos exemplos que provam que praticar atividades físicas sem a orientação prévia de um médico ortopedista não é uma boa ideia. Não deixe para ir ao médico quando os sintomas já estão instalados e você precisa interromper o exercício de que gosta tanto, faça uma avaliação prévia com um especialista em pé e tornozelo e se informe sobre as melhores maneiras de prevenir lesões.

Tags: