Lombalgia – A Dor na Lombar do Corredor

Lombalgia – A Dor na Lombar do Corredor

Lombalgia – A Dor na Lombar do Corredor

A corrida é uma atividade física que depende da ação da musculatura do tronco para mantê-lo dentro de uma postura adequada durante um longo período de tempo. A má postura unida à falta de condicionamento muscular, ritmo exagerado, equipamento inadequado ou a existência de patologias prévias são alguns dos motivos para dores na região lombar, podendo também ser chamado de lombalgia.

A lombalgia é uma dor na região mais baixa da coluna e acontece porque usamos a musculatura do tronco para manter a postura durante a corrida, dando brechas para movimentos errados. Pode ser aguda, irrompendo súbita e bruscamente, ou crônica, quando se mantém por mais de três meses, tem início impreciso e apresenta períodos de melhora e piora.

Existem diferentes fatores que podem desencadear a lombalgia, porém a questão postural está entre os principais fatores de risco. Hábitos incorretos de postura ao deitar, sentar e na realização das atividades físicas ou mesmo as do dia a dia podem acarretar em malefícios à coluna. Essas dores são o terror de muitos corredores. Elas fazem com que você diminua a velocidade e até pare de correr, quando muito intensas.

O principal sintoma é a sensação de dor que não cessa, localizada na parte de baixo das costas, que é onde fica a coluna lombar. Podem ser observados também formigamentos e dormências, além de casos em que a pessoa sente uma forte contração muscular que a impossibilita de realizar movimentos comuns, como andar, dirigir e sentar.

O diagnóstico é realizado a partir da história detalhada do paciente e de um exame físico minucioso. Alguns exames de imagem podem auxiliar o fechamento com mais precisão, como radiografia e tomografia.

Na maioria dos casos, as dores agudas cessam espontaneamente em até seis semanas, então o tratamento costuma ser convencional. Inicialmente é indicado o uso de analgésicos, antiinflamatórios, repouso e medidas relaxantes, como a aplicação de compressas de água quente na região afetada.

O fortalecimento e alongamento muscular também são fundamentais para preparar o corpo para as atividades e prevenção de futuros problemas.

Já nas lombalgias crônicas, é necessário combinar a fisioterapia aos medicamentos, com o objetivo de recuperar a postura do indivíduo e fortalecer os músculos da região.

Em qualquer sinal de dor ou desconforto, não hesite em agendar uma consulta para se prevenir e continuar adiante com a sua rotina diária.