Ruptura do Tendão de Aquiles

Aquiles

Ruptura do Tendão de Aquiles

Já falamos em nossas publicações sobre a tendinite de Aquiles e hoje você conhecerá mais sobre a ruptura do tendão de Aquiles. Esse tendão está localizado acima do calcanhar, também conhecido como tendão calcâneo. Ele é responsável por ligar os músculos da perna ao osso calcâneo.

Além disso, o tendão de Aquiles é fundamental no processo de locomoção, ele é responsável pelo impulso nas caminhadas e também absorve os impactos.

Dessa forma, atividades simples como jogar futebol ou descer uma escada exigem do tendão de Aquiles. Assim, o tendão está vulnerável às lesões, sendo a tendinite e a bursite muito comuns nesta região.

Como ocorrem as rupturas no Tendão de Aquiles?

Quando o tendão está sobrecarregado ou enfraquecido, pode ocorrer a ruptura. Primeiramente a pessoa sente uma forte dor, com perda de equilíbrio e movimento da articulação. Assim, o atendimento pelo ortopedista deve ser feito rapidamente. Ele avaliará se houve ruptura total ou parcial no tendão de Aquiles.

Em sua maioria, a ruptura do tendão de Aquiles acomete os atletas que praticam atividades de alta intensidade. Esportes como o futebol e outros que exijam força e equilíbrio dos pés, são causas comuns deste tipo de lesão. Da mesma forma, treinos em excesso, sem os devidos cuidados e preparos também causam lesões nos tendões. Por isso, é importante que os atletas façam um acompanhamento com o ortopedista antes de iniciar um programa de atividades físicas. Assim, é possível evitar a prática inadequada das atividades físicas.

Nesse sentido, os sedentários também devem tomar cuidados para não lesionar os tendões. Quedas, torções ou corridas inesperadas são fatores de risco para a ruptura do tendão de Aquiles. Pessoas idosas devem redobrar seus cuidados, pois o desgaste muscular natural da idade pode gerar sobrecarga sobre os tendões, ocasionando acidentes.

As tendinites crônicas ou de repetição também representam um fator de risco para a ruptura do tendão de Aquiles. Além disso, pacientes com obesidade e artrite sofrem com o desgaste do tecido, o que aumenta a chance de romper. Portanto, ao sentir os primeiros sintomas procure logo o atendimento do ortopedista.

Quais os sintomas da ruptura do Tendão de Aquiles?

Quando ocorre a ruptura do tendão de Aquiles, o paciente sente uma intensa dor e é possível escutar um estalo do rompimento. A dor é aguda e forte na parte traseira do calcanhar. Outros sintomas são: vermelhidão e queimação no local, o paciente não consegue pisar no chão, não consegue se movimentar ou se apoiar no pé.

Como é feito o diagnóstico

O médico fará um exame físico para identificar a lesão. Se não houver resposta do pé com os exames e toques que o ortopedista especialista em tornozelo fizer, então a ruptura foi total. Além dos exames físicos, o médico pedirá exames por imagem para indicar o melhor tratamento.

Tipos de tratamento para rupturas do Tendão de Aquiles

Antes de mais nada, o ortopedista especialista em tornozelo avaliará a gravidade da lesão para indicar o tratamento. Este pode ser cirúrgico ou o que chamamos de tratamento conservador.

Tratamento Conservador: o paciente terá seu pé imobilizado com uma bota ortopédica ou uma tala. Assim, o tendão fica em uma posição correta para cicatrizar. Durante este processo de recuperação o paciente não deve apoiar-se sobre o pé machucado. Da mesma forma, deve evitar subir em escadas ou caminhar longas distâncias, mesmo com o auxílio de muleta.

Tratamento Cirúrgico: no procedimento cirúrgico o paciente passa por mais etapas. Primeiramente é feito um corte na região do tendão, na sequência o médico une as duas partes que se romperam. A imobilização e repouso são essenciais para a melhor recuperação e cicatrização do tendão de Aquiles.

Caso tenha ficado com dúvidas, marque uma consulta com o ortopedista especialista em tornozelo em São Paulo. Não deixe de acompanhar nossas publicações e saiba como evitar situações de risco para lesões nos tornozelos.

Tags: