Fascite plantar

O que é a fascite plantar?

fascite plantar

A fascite plantar é uma das condições mais comuns que acometem os pés, principalmente de corredores. Tal condição é caracterizada pela inflamação da fáscia plantar, camada responsável por dar suporte e sustentação ao arco medial do pé do paciente.

 

Qual a função das fáscias no corpo humano?

As fáscias estão espalhadas por todo o corpo humano, recobrindo as estruturas musculares e até mesmo, os órgãos. Este tecido tem a função de dar sustentação e posicionar os músculos durante os movimentos, seja no dia a dia ou durante a prática esportiva.

 

No entanto, este tecido conjuntivo tende a sofrer com deformações à medida em que é estimulado, tendo em vista que há uma adaptação das fáscias durante o movimento.

 

Quando se trata da fáscia plantar, esta estrutura se encontra em constate atividade, uma vez que o indivíduo aplica uma carga recorrente na região, tanto para ficar em pé, quanto para caminhar.

 

Por esta constante atividade, a fáscia plantar pode sofrer com desgastes devido ao excesso de trabalho, desencadeando em um processo inflamatório na região do calcâneo e provocando sintomas característicos ao paciente.

Quais as causas da fascite plantar?

As causas da fascite plantar têm relação direta com o estilo de vida do paciente, mas também há fatores relacionados à senilidade ou alterações motoras, que corroboram para o surgimento desta condição.

 

Dentre as principais causas, estão:

 

Alterações plantares

Se o paciente apresentar alterações no arco plantar, a fáscia será diretamente impactada, uma vez que haverá uma má adaptação deste tecido com relação à planta dos pés. Esta condição acomete, especialmente, pacientes que apresentam o pé cavo ou chato, favorecendo o processo inflamatório fascial.

 

Atividades físicas em excesso

fascite plantarO excesso ou atividades físicas que provocam impactos constantes na região da planta dos pés, como saltos em distâncias, vôlei e basquete, são modalidades que favorecem o surgimento da fascite plantar.

 

Quando a fáscia sofre uma ‘agressão’ constante do exercício, o atleta tende a sentir desconfortos durante o período de recuperação devido ao esforço realizado. Este tipo de sintoma ocorre por conta da inflamação na região do calcâneo, que trabalhou de forma excessiva e foi além da sua capacidade.

 

Vale destacar que atletas não são os únicos a sofrerem com este problema, uma vez que profissões que demandam um longo período em pé, também podem provocar a inflamação da fáscia plantar.

 

Calçados inadequados

A utilização de calçados inadequados, somados com longos períodos em pé ou a prática esportiva em excesso, é um conjunto de fatores que favorece o surgimento da fascite plantar.

 

Quando não há um amortecimento adequado nos tênis, principalmente aqueles de corrida, o tecido conjuntivo tende a realizar um maior esforço e a sofrer mais impacto durante a modalidade.

 

Obesidade

A obesidade predispõe o paciente a diversos problemas de saúde, principalmente condições que interferem no bom funcionamento do sistema musculoesquelético.

 

Por conta do excesso de peso do paciente, a fáscia plantar sofre constante sobrecarga durante a caminhada e o processo inflamatório na região pode ser desencadeado.

Sintomas da fascite plantar

fascite plantarDentre os principais sintomas da fascite plantar, estão:

 

  • Aumento da dor após a prática esportiva;
  • Dor na região do calcanhar;
  • Dor pela manhã;
  • Dor para iniciar;
  • Inchaço e vermelhidão;
  • Incômodos ao caminhar;
  • Sensibilidade no osso do calcanhar, sendo incapaz de colocar os pés no chão.

 

Estes sintomas são característicos da fascite plantar, tendo em vista a inflamação da fáscia. Caso o paciente não procure o tratamento adequado para este problema, o mesmo pode apresentar alterações estruturais, provocando problemas crônicos.

Como é feito o diagnóstico?

O diagnóstico pode ser feito através de testes clínicos de um ortopedista especialista em pé e tornozelo. Além disso, o histórico do paciente também é outro aspecto avaliativo durante a consulta.

 

Como complemento, o ortopedista também pode solicitar exames de imagem, como a ressonância magnética, que mostra de forma detalhada os tecidos moles do corpo.

Quais as formas de tratamento para a fascite plantar?

fascite plantarO tratamento da fascite plantar consiste no controle da dor do paciente, além da interrupção nas atividades que gerem incômodos à fáscia plantar do indivíduo.

 

A fisioterapia tem papel importante neste processo, visto que a especialidade auxilia no fortalecimento do local, além de promover alongamentos para controlar a inflamação da fáscia.

 

Alguns pacientes podem fazer o uso de órteses enquanto permanecem em repouso. Se o quadro for mais severo, o tratamento através de infiltrações fasciais pode ser aplicado.

 

Vale destacar que a terapia por ondas de choque também é uma aliada no tratamento da fascite plantar, visto que a técnica auxilia no controle da inflamação e na reparação dos tecidos lesionados.

Existem medidas de prevenção contra a fascite plantar?

A prevenção da fascite plantar se dá através dos cuidados com a saúde física que o paciente deve ter. Dentre os principais aspectos que devem ser levados em consideração, o controle do peso é um deles, para que não haja uma sobrecarga à fáscia plantar.

 

Aos praticantes de atividades físicas, ter o acompanhamento profissional para orientação, além de avaliações prévias da pisada, auxiliam na prevenção da fascite plantar. Ademais, os mesmos devem respeitar o período de descanso após os treinos, para que a fáscia plantar tenha o devido tempo para se recuperar.

 

O acompanhamento de um ortopedista pode auxiliar na escolha de um calçado adequado, de acordo com o tipo de pisada do paciente. Atualmente, existem tênis específicos e confortáveis, que absorvem os impactos durante os movimentos.

 

Portanto, se você apresenta incômodos recorrentes na região da planta dos pés, não deixe de procurar o acompanhamento de um ortopedista especialista em pé e tornozelo para o diagnóstico e tratamento adequado.

Agendar consulta com Ortopedista de Pé e Tornozelo

Dr. Rodrigo Vicente

Endereço

Rua Iraúna, 195 – Vila Olímpia - São Paulo – SP

Telefone

(11) 3051-4304

    Últimas do Blog

    • O que é a artrose de tornozelo? Nos estágios avançados de uma artrose do tornozelo, o tratamento cirúrgico acaba se tornando a única opção de melhora. Atualmente, há diversas intervenções através de cirurgias e dentre elas está a artroplastia de tornozelo. A artrose é uma...

    • Se você sofre com incômodos e formigamentos ao caminhar, especialmente quando inicia o movimento esportivo da corrida, você pode estar sofrendo com o Neuroma de Morton. Esta condição é desencadeada pela pressão excessiva aplicada na ponta dos pés, como o uso recorrente de calçados inadequados...

    • Artrodese é uma cirurgia indicada para tratamento da osteoartrose (desgaste articular) grave e incapacitante, utilizada também para correções de deformidades geradas normalmente por doenças como a artrite. Esse método pode ser usado para tratar doenças em quase todas as articulações do corpo, mas é