Joanete

O que é a joanete?

Também conhecido como “Hálux valgo”, a joanete é uma das lesões crônicas mais comuns nos pés, e um dos principais motivos de procura por especialistas de pé e tornozelo.

 

joaneteSe caracteriza como uma deformidade que o pé pode adquirir, principalmente pelo desvio da ponta do “dedão” em direção aos outros dedos, favorecendo o surgimento de uma espécie de “caroço/calo” na extremidade externa desse dedo. A joanete também pode se desenvolver na parte de fora dos pés, ao lado do dedo mínimo, provocando sintomas como dor e desconforto ao caminhar.

 

É importante frisar que a joanete não é um osso novo que surgiu, mas sim um desvio, uma deformidade óssea que pode causar muita dor, desconforto e até rigidez do dedo deslocado.

 

Comum em mulheres e atletas

Joanete é muito mais comum entre mulheres mais velhas, pois são elas que fazem mais uso do salto alto. Com o tempo, a pressão exercida por esses sapatos nos pés das mulheres pode levar ao joanete.

 

Em atletas, a joanete também pode se fazer presente e causando maiores problemas na estrutura do pé do paciente, especialmente devido à carga aplicada sobre os pés e gerando alterações na pisada do paciente.

 

Caso a deformidade não cause dores ou desconforto, é possível praticar atividades físicas, no entanto, é necessário ficar atento a uma possível evolução do quadro.

Causas e sintomas da joanete

Quais as causas da joanete?

A causa mais comum de joanetes é o uso prolongado de sapatos de salto alto, queridinho das mulheres. Geralmente sapatos com uma estreita caixa de dedos pois coloca os dedos dos pés numa posição não natural.

 

joaneteOutras causas também podem ser a artrite ou poliomielite. A hereditariedade desempenha muitas vezes um papel na formação de joanete, onde a pessoa já nasce com o desvio lateral do grande artelho, que pode aparecer durante a juventude ou na vida adulta, dependendo da utilização dos pés. Mas estas causas representam apenas uma pequena porcentagem.

 

Sintomas da joanete

Em alguns casos pode não haver sintomas, apenas a deformidade óssea presente no pé do paciente. Contudo, a joanete é um quadro progressivo em grande parte das situações e os sintomas surgem com à medida em que a protuberância óssea se desenvolve.

 

Dentre os principais sintomas causados pela joanete está o incômodo na região lateral dos pés, especialmente quando o paciente utiliza calçados. Além disso, dores na face plantar e nos dedos também podem ser sentidos, devido à carga aplicada sobre a região por conta da deformidade óssea.

Diagnóstico e tratamento da joanete

Diagnóstico da joanete

Em primeiro lugar, deve-se consultar um médico ortopedista especializado em pé e tornozelo. Por meio de exames, incluindo raio-X, que será determinado o diagnóstico e qual o nível de comprometimento do dedo.

 

Após esta análise inicial, o ortopedista de pé e tornozelo irá determinar qual o tratamento adequado, além de orientar o paciente para que adote hábitos que minimizem a dor provocada pela joanete.

 

Qual o tratamento para joanete?

Inicialmente, nos graus mais leves, utilizam-se afastadores interdigitais noturnos, massagens na região, sapatos especiais com a frente mais ampla, palmilhas de acomodação e proteção de malha para diminuir o atrito causado pelo calçado.

 

joaneteA fisioterapia também faz parte do tratamento para joanete, uma vez que os exercícios propostos auxiliam na diminuição dos incômodos na região.

 

É muito comum ouvir falar de cirurgia para correção do joanete, pois apenas a correção cirúrgica melhora a estética. No entanto, ela deve ser evitada ao máximo, pois existe um risco elevado de surgimento de dor constante após a cirurgia, recidiva do joanete e perda de sensibilidade local.

 

Contudo, atualmente existem cirurgias minimamente invasivas que atuam no tratamento e remoção da joanete. Com o avanço da medicina, as técnicas prezam por agredir de forma mínima o paciente, facilitando na recuperação. Apesar de não ser a única forma de tratamento, a cirurgia de joanete é uma forma de evitar a progressão de quadros mais acentuados.

 

O procedimento adequado e mais seguro deve ser feito por um ortopedista especialista em pé e tornozelo, a fim de evitar problemas na recuperação do quadro.

Como prevenir a joanete

A prevenção da joanete consiste em retardar o seu desenvolvimento, com a utilização de calçados confortáveis, com um espaço com relação à ponta dos dedos, de maneira que seja agradável caminhar ou correr. Caso o tênis ou sapato esteja gerando desconfortos durante seu uso, é indicado trocar o calçado para evitar o atrito na ponta dos pés, onde a deformidade se encontra.

 

Mesmo que o problema não esteja gerando desconfortos, é válido procurar o acompanhamento e orientação de um ortopedista especialista em pé e tornozelo, visto que este profissional irá avaliar e trazer medidas preventivas para o quadro, como a utilização de protetores de joanete para a prática esportiva, a fim de evitar a sobrecarga sobre as outras estruturas do pé, gerando desconforto e causando alterações na pisada.

Agendar consulta com Ortopedista de Pé e Tornozelo

Dr. Rodrigo Vicente

Endereço

Rua Iraúna, 195 – Vila Olímpia - São Paulo – SP

Telefone

(11) 3051-4304

    Últimas do Blog

    • A fratura no tornozelo é muito comum em nosso dia a dia. Ela é similar à entorse, porém acomete os ossos. Lesões esportivas, quedas de alturas e acidentes de trânsito são as causas mais comuns. A articulação do tornozelo é uma das mais importantes do...

    • Osteocondrite dissecante do tálus é uma lesão na cartilagem do tornozelo e pode ocorrer após uma torção. O paciente sente dor contínua e incapacidade de caminhar. Esse tipo de lesão ficou conhecida no mundo dos esportes por aparecer após um trauma prévio. É também conhecida...

    • Usar salto alto em excesso faz mal para o pé e tornozelo. Além disso, pode causar problemas aos quadris, joelhos e coluna. O salto alto altera a forma natural que a pessoa pisa no chão, colocando todo o peso do corpo na parte anterior do...