Pé plano

O que é o pé plano?

Também conhecido como pé chato, o pé plano é uma alteração que acomete a região do arco plantar, diminuindo esta curvatura a ponto de prejudicar os movimentos do paciente.

 

pé planoEsta condição é caracterizada pelo apoio uniforme da planta dos pés no chão, ou seja, o indivíduo usa toda a sola para se apoiar durante a caminhada ou corrida.

 

O pé plano começa a se desenvolver na infância, sendo um quadro progressivo que se instaura por volta dos seis ou sete anos de idade. Isto se dá devido a formação do arco plantar durante os primeiros anos de vida, no qual o pequeno paciente nasce sem esta estrutura formada.

 

Quando o desenvolvimento desta região não apresenta as curvaturas características, a criança pode ser diagnosticada com o pé plano.

 

Qual a função do arco plantar?

O arco plantar ou sola dos pés, tem por objetivo absorver o impacto causado pelo peso corporal, além distribuir o peso e promover o equilíbrio para a execução de diversas tarefas durante o dia a dia.

 

+ Fascite plantar

 

Caminhar ou correr, especialmente durante a infância, são ações que estimulam o desenvolvimento do arco plantar. No entanto, a falta de estímulo nessa região pode provocar uma alteração em seu desenvolvimento, resultando na ausência de tais curvaturas, caracterizando-se o pé chato.

Quais as causas do pé plano?

pé plano na infânciaComo mencionado, as causas do pé plano ou pé chato, estão associadas com a falta de estímulo do arco plantar durante o desenvolvimento. No entanto, existem fatores genéticos que podem desencadear esta condição.

 

A hiperfrouxidão ligamentar e malformações ósseas também podem predispor o paciente a ter pé plano ao longo de sua vida. Nos adultos, este problema pode se desenvolver a partir de um rompimento ligamentar, seja devido a um trauma ou por conta de um processo degenerativo.

 

No caso do rompimento ligamentar, o pé plano se desenvolve devido a um encurtamento do ligamento após a lesão, o que exige mudanças no tipo de pisada do paciente. Esta ação faz com que o arco plantar sofra com alterações, gerando a diminuição do arco plantar.

 

A obesidade também é um fator de risco para o desenvolvimento do pé plano, visto que há uma sobrecarga sobre o arco plantar, comprometendo esta região e provocando a progressão do problema.

Sintomas do pé plano?

Em alguns casos, especialmente em crianças, o pé plano não apresenta sintomas. Contudo, caso seja notada a ausência do arco plantar, é preciso do acompanhamento de um ortopedista especialista em pé e tornozelo para acompanhar o quadro.

 

pé chatoTodavia, quando o pé plano apresenta sintomas, os sinais mais comuns são dor na sola dos pés e nas pernas por conta da sobrecarga biomecânica dessa alteração de marcha.

 

Outros sintomas também podem se fazer presentes à medida em que o problema progride, como:

 

  • Dificuldade para ficar na ponta dos pés;
  • Dor no meio do pé;
  • Inchaço e dor na parte interna do tornozelo.

 

Como esta condição afeta o paciente a longo prazo?

A longo prazo, o indivíduo pode estar mais predisposto a desenvolver artrose e lesões frequentes no tornozelo, tendo em vista que o pé se tornou rígido. Esta condição afeta especialmente pacientes mais velhos, que sofrem com o pé chato adquirido, caracterizado por hábitos do indivíduo, como a obesidade ou falta de exercícios físicos para estimular a musculatura plantar.

Diagnóstico do pé plano

pé planoO diagnóstico do pé plano deve ser feito por um ortopedista especialista em tornozelo. Durante a consulta, o médico irá realizar testes clínicos específicos para determinar a presença do pé plano.

 

Um exame muito comum realizado em consultório é o teste onde o paciente permanece na ponta dos pés, além da visualização do ortopedista em ângulos laterais e traseiros.

 

Tais testes são feitos para avaliar em qual estágio o pé plano está visto que o arco plantar se inicia flexível nas primeiras fases e se torna rígido durante a etapa mais avançada.

 

O ortopedista de pé e tornozelo também pode avaliar se há a presença de algum tipo de encurtamento tendinoso, como no Aquiles ou se o mesmo tem joanete.

 

+ Joanete

 

Exames de imagem como o raio-x também são solicitados para sustentar o diagnóstico e avaliar o arco plantar do paciente. Todavia, a consulta presencial já torna possível reconhecer a condição.

Como funciona o tratamento para pé plano?

O tratamento para pé plano ou pé chato é feito através de técnicas que visam diminuir os incômodos do paciente e retardar a progressão do problema.

 

palmilha ortopédica para tratamento de pé chatoO uso de calçados confortáveis, que se ajustem ao tipo de pisada do paciente, além de evitar esportes de alto impacto no arco plantar, são algumas medidas que podem ser adotadas pelo indivíduo.

 

A fisioterapia também é uma aliada ao tratamento, uma vez que os exercícios propostos ajudam no fortalecimento do arco plantar, assim como no seu desenvolvimento correto. As palmilhas ortopédicas também podem ser prescritas com o objetivo de dar mais conforto e sustentar a planta dos pés.

 

A cirurgia é necessária?

A cirurgia é indicada somente em quadros mais graves, quando existe a presença de uma deformação óssea. Por este motivo, é preciso do acompanhamento de um ortopedista especializado em pé e tornozelo para a orientação correta, assim como a avaliação do caso.

Como o pé plano interfere na prática esportiva?

Pacientes que possuem o pé plano e são assíduos praticantes de atividades físicas podem apresentar dores constantes após os exercícios, além de uma predisposição para encurtamento tendinosos. Por este motivo, é sempre recomendado que seja feita uma avaliação ou um teste de pisada antes de iniciar no esporte.

Agendar consulta com Ortopedista de Pé e Tornozelo

Dr. Rodrigo Vicente

Endereço

Rua Iraúna, 195 – Vila Olímpia - São Paulo – SP

Telefone

(11) 3051-4304

    Últimas do Blog

    • A fratura no tornozelo é muito comum em nosso dia a dia. Ela é similar à entorse, porém acomete os ossos. Lesões esportivas, quedas de alturas e acidentes de trânsito são as causas mais comuns. A articulação do tornozelo é uma das mais importantes do...

    • Osteocondrite dissecante do tálus é uma lesão na cartilagem do tornozelo e pode ocorrer após uma torção. O paciente sente dor contínua e incapacidade de caminhar. Esse tipo de lesão ficou conhecida no mundo dos esportes por aparecer após um trauma prévio. É também conhecida...

    • Usar salto alto em excesso faz mal para o pé e tornozelo. Além disso, pode causar problemas aos quadris, joelhos e coluna. O salto alto altera a forma natural que a pessoa pisa no chão, colocando todo o peso do corpo na parte anterior do...